Dra. Mariana Ferri d'Ávila

DIETA CETOGÊNICA X CÂNCER

DIETA CETOGÊNICA X CÂNCER
Falei no snap ( ????mariferridavila) que iria falar da dieta Cetogênica como coadjuvante em tratamento e fundamental para prevenção de recidiva de Câncer. Então vamos lá... Dieta Cetogênica já é muito usada para tratamento de obesidade, diabetes, doenças neurodegenerativas, transtorno de hiperatividade e câncer.
 
Ela foi desenvolvida em 1920 no Hospital John Hopkins para tratamento de epilepsia e mostrou ótimo resultado.
 
Essa dieta consiste em uma individualização da alimentação com redução da ingestão de carboidrato, moderado de proteína e alto consumo de gorduras boas (5% carboidrato, 30% proteína e 65% gordura). Dessa forma, o indivíduo entra em estado de cetose metabólica que é quando o organismo utiliza energia proveniente dos corpos cetônicos resultados do metabolismo da gordura. 
O ganhador do prêmio Nobel Otto Warburg (1931) mostrou que o metabolismo das células cancerígenas é diferente das células saudáveis, uma vez que as cancerígenas obrigatoriamente precisam de glicose como fonte de energia para se multiplicarem e desenvolverem, já as saudáveis conseguem usar glicose e corpos cetônicos, produzidos pelo fígado quando estamos em estado de jejum ou dieta com esse tipo de dieta. 
Um estudo realizado em 2008 por Phinney e cols. mostrou que pessoas que seguiam dietas com baixo teor de carboidrato, moderado teor de proteína e alto teor de gorduras boas apresentavam menos marcadores inflamatórios.
Outro estudo em 2014 por Klement R. e cols. mostrou relação direta de baixo consumo de carboidratos com morte de células cancerígenas.
Outro estudo por Simone B e cols. de 2013 apresentou resultados eficazes para pacientes em tratamento de câncer que seguiam dieta de baixo teor de carboidrato.
 
Vale ressaltar que Cetose nutricional é relativamente segura e é diferente da perigosa condição clínica chamada Cetoacidose. 
Os alimentos permitidos são carnes, frango, peixe, óleo de coco, azeite, manteiga, castanhas, amêndoas e outras oleaginosas, vegetais folhosos e alguns outros vegetais crucíferos, abacate, coco, água, etc. 
A individualização da dieta, utilização de antioxidantes, probióticos e prebióticos devem ser feitos por um profissional capacitado.

Data: 03/10/2016

Voltar

Área do Paciente

Dúvidas

Envie-as agora!

Blog

Sempre
algo de novo!
Bate

-Papo

2017 | Mariana Ferri d'Ávila - Todos os direitos reservados
(12) 3308-0084 | (12) 3308-0082 | (12) 99152-3119 | marianaferridavila@gmail.com

Av. Cassiano Ricardo, 319 - sala 2006
São José dos Campos - SP - CEP 12242-000

Sites & Cia